TUITADA – PROTESTOS LIDERADOS PELO MOVIMENTO PASSE LIVRE: QUAL É O LEGADO QUE FICA ?

Imagem

O que fazer quando um protesto perde sua voz, mas o grito ainda está entalado na garganta?

É desta forma que as manifestações populares do Brasil ficaram nestas últimas quarenta oito horas. Com a revogação do aumento da tarifa do transporte publico e principalmente com a saída do “movimento passe livre” do centro das discussões em atividade no país, o manifesto popular mais democrático dos últimos dezenove anos no Brasil perdeu seu foco. Quais são os anseios da população e pelos quais vale a pena nós bradarmos em voz alta

Engavetar a distópica proposta da PEC 37

Redirecionar o orçamento dos eventos os eventos esportivos mundiais no país?

Eliminar o projeto de cura gay orquestrado pela bancada evangélica da Câmara?

Tirar finalmente do papel as utopias da reforma política?

Confira algumas tuitadas sobre as impressões dos protestos que vem ocorrendo nos últimos dias.

ImagemImagemImagemImagemImagemImagemImagemImagemImagemImagemImagemImagem

O tal dos vinte centavos iniciou uma verdadeira crise de identidade no espírito nacional. Além de termos botado a mão na consciência e revisto quais são os verdadeiros valores que uma Copa do Mundo reserva ao país, hoje excepcionalmente a Rede Globo cancelou duas de suas novelas para a exibição ao vivo dos protestos em inúmeras cidades no Brasil. Em relação à quinta-feira passada, a emissora perdeu quase três pontos de audiência  pois, passou a dividir o mesmo assunto com Band e Rede Record que também cobriam os protestos na sua faixa noturna. Deixamos o nosso futebol e nossas novelas em segundo plano para rediscutirmos nossa própria identidade nacional e nosso papel mundial.

Depois de vinte anos nós ganhamos do time da França. Nossas vilãs televisivas são mais amadas que os protagonistas. Esta revisão de valores seria portanto uma espécie de função fática do jeitinho brasileiro. A maior vilania do país neste momento é a corrupção e a má administração pública. Este poderia ser o novo foco desta histérica manifestação emudecida agora com a saída dos protagonistas dos debates e dos líderes do “movimento passe livre”. Mas será que mesmo que eles eram as figuras principais dessa história? Não seriam talvez protagonistas mais discretos ou coadjuvantes de luxo no mosaico de vozes que se tornaram as manifestações nacionais?

Uma das virtudes mais admiráveis sobre o espírito das manifestações que vivemos é que por um dia nós podemos assistir a uma televisão brasileira mais engajada. Se a Rede Globo ao cancelar as novelas das 18hrs e das 20hrs, perdeu audiência ao vestir a camisa de protestos que ela ainda hesitava em vestir, a Bandeirantes limou uma das maiores pragas da comunicação social no país: o altar midiático das igrejas. A Rede Bandeirantes de televisão cancelou nesta semana mais de uma vez a exibição do “Show da Fé” com o pastor R.R. Soares. É um fato bastante admirável a Band ter cancelado a exibição de um dos maiores cliente do canal.

É sabido que a programação da Bandeirantes tem plenas condições de concorrer de igual para igual com suas rivais SBT e Record e assim buscar a vice-liderança no painel televisivo nacional. Os programas esportivos e de humor são alguns dos melhores produzidos pela nossa TV. O que afasta a Band da idéia é a ambição descabida dos executivos da emissora em lotear em pleno horário nobre televisivo um espaço na programação para a igreja. É preciso lembrar que quando o dinheiro fácil da Igreja entra o fiel telespectador sai. E sai cético ao não ver jornalismo ou entretenimento naquele como posso dizer…show da fé. Ao tirar a religião e mostrar o pragmatismo incendiário de José Luis Datena sobre os protestos, a emissora só teve a ganhar. Não à toa a audiência mais do que duplicou no horário.

Já o SBT que nunca pensou muito em jornalismo também se destacou com boletins jornalísticos e plantões bastante pontuais durante sua programação nos últimos dias. Já há alguns meses a emissora vem começando a repensar a aperfeiçoar os seus atrasos neste gênero televisivo. Cabe lembrar que a emissora também nos entregou um discurso visceral, histérico e bastante inspirado do apresentador Ratinho sobre o mau uso do dinheiro público. O vídeo do discurso cabe lembrar foi um dos mais repercutidos nas redes sociais nesses últimos dias.

A Record em meio a uma crise interna, conseguiu se se tornar uma verdadeira janela das manifestações ao redor do país. O cancelamento do seriado CSI nestes dias e a voz popular do jornalismo agressivo do “Cidade Alerta” foram algumas das maiores virtudes desta cobertura televisiva dos eventos políticos no país. O jornalismo diário de mais de dez horas ininterruptas fez a diferença nesse importante momento nacional.

Talvez não seja mesmo somente sobre R$0,20 centavos. Também possa ser o começo de um audiovisual laico e mais engajado no país. Possa ser um caminho pra utópica reforma política. Para o sistema eleitoral do voto em lista. Para o financiamento público de campanha. Devemos lembrar, contudo que por enquanto o resultado são somente alguns centavos a mais no bolso de quem pega transporte público.

Curta a página do BLOG “Meme é a Mensagem” no Facebook:

https://www.facebook.com/omemeeamensagem

Siga o omemeeamensagem no twitter: https://twitter.com/omemeeamensagem

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s